Figurantes de um Tempo Só

by Dilei

/
  • Streaming + Download

    Includes high-quality download in MP3, FLAC and more. Paying supporters also get unlimited streaming via the free Bandcamp app.
    Purchasable with gift card

      name your price

     

1.
O Figurante 05:03
Que planos vou fazer para convencer o roteirista a me ajudar ou ao menos me indicar algum papel, qual que seja,sem o diretor notar? E se o iluminador ou o produtor beber antes de trabalhar e se atrapalhar fazendo você ver que aqui atrás tem gente sempre a te olhar Não foi assim, não era assim que eu iria te render Não foi assim, não era assim que eu iria te render Que eu iria te fazer a minha deixa Que nunca olha, nunca nem me viu. vai-se embora minha deixa a temporada já se abriu Não foi assim, não era assim que eu iria te render Não foi assim, não era assim que eu iria te fazer a protagonista. Protagonista! A protagonista. Protagonista! Sei que nada há de passar, vai ter que acontecer Sei que nada há de passar...
2.
Quem me dera só mais um dia estar por aqui. Quem diria que não há mais nada ali? Quem me dera só mais um dia enxergar tudo que eu fiz Quem diria que eu iria conseguir? Quem me dera só mais um dia. O que eu faria? Cores, toma todas essas cores e pinta sobre teus valores Lembra de esticar as pernas, tá na hora de parar Aproveita e se recorda de todas as peripécias, aquelas que te dão orgulho de se lembrar Sempre que bater um sono, é sinal de abandono Pega um livro e não se estressa, toma um suco de cajá Um dia todos vamos nessa, esquecer de nossas dores, revelando os amores que foram Na cadeira de balanço, usa vestido de renda, faz um bolo de cenoura e acorda cedo para sonhar Ouve o grito do feirante, pega sol na ribanceira, faz tricô de lã levando a vida devagar Quem me dera só mais um dia estar por aqui Quem diria que não há mais nada ali? Quem me dera só mais um dia enxergar tudo que eu fiz Quem diria que eu iria conseguir? Quem me dera só mais um dia. O que eu faria? Só mais dia. Só mais um dia
3.
Medicina 03:48
Medicina não vai me faltar, talvez teu tempo Estou certo tua atenção e quem sabe eu queira mais No começo, eu me lembro o roteiro era sem solução Não tem problema o filme, eu sempre escolho, o livro e a canção Sei lá. Sei não, meu bem A vida sempre esconde Mas mirei no seu olhar Eu já estava por inteiro em suas mãos Seu convite pra dançar, sentir teu cheiro, roçar teu coração Desde quando lá deixou de ser só um lugar? Cantei Rita Lee em plenos pulmões descendo a Consolação “Meu bem você me dá água na boca”
4.
Olho no espelho e vejo o nada que ficou eles tinham razão ao dizer que eu ia me destruir Ligo o aparelho de som na esperança de ouvir algum conselho, mas só ouço o som do fim Mas será mesmo que acabou? De tantos sonhos o que restou são apenas lembranças e nenhuma esperança Esperança não há não Todo pesadelo termina, mas o meu não acabou. Você não está, mas ainda está aqui. Isso que dá confiar em quem não merece Tudo errado do começo ao fim
5.
Herói 05:14
Preocupado se iria ter algo gostoso na lancheira na hora de comer. Brincar até se machucar e correr pra mãe quando quiser chorar. Ser bombeiro, ser um capitão, ser um jogador de futebol de botão. Ah, que saudade dessa vida mais colorida! E o verão chegou, muitos sonhos, muito calor. Ele será um herói, vai salvar o mundo de um terrível vilão. Aprender a voar, vai ser alguém muito mais que qualquer um, sentinela é sonhando e amando até a noite amanhecer. E o verão passou, a ilusão se dissipou e agora eu sei como é, agora eu posso ouvir a voz da vida me machucar e me levantar não é só assim, não depende só de mim sem ter alguém, uma só gota não faz a chuva acontecer. Preocupado se iria ter algo gostoso na lancheira na hora de comer. Brincar até se machucar pra valer E a idade vai bater. Vai sim, meu bem. E a saudade vai bater Vai sim, meu bem.
6.
Junte em um frasco as imagens que você guardou das anedotas que o tempo fez eu aprendi a admirar Eu sei que deus vai nos fotografar quando chover o relampejo é o flash pra nossa alma ver Ajeite a cerca, vá pra estrada, olha o menino que come flor coloca os votos logo na entrada, avexe a moça causa do doutor Sertão é tão bom, povo tem paz no coração. Se falta o verde, sobra o azul Se você me deixar, vou te levar Mas se você me levar, vou te encantar Quando chover, quando chover.
7.
Quadro Novo 04:06
Chega mais, você sabe o porquê de todo esse mal Ajuda aqui que essa roupa que escolhi não combina com a cor do dia Vamos ser hippies urbanos, meninos de prédio cantando, fazendo fogueira na sala, amizade em mesa de bar Não vamos sorrir pro estranho, guardar para mim o meu plano achar que o engano é parte do destino Chega mais, você sabe o porquê de todo esse mal Ajuda aqui que essa roupa que escolhi não combina com a cor do dia Se a novela tá ruim, muda o canal, desliga a TV, conversa um pouco com a Maria Eu não vou sair lá fora ta tudo parado Não me arrependo de não ter um carro. E ele compra um carro novo pra acalmar seu mar E ela pinta um quadro novo pra alegrar o lar
8.
Quero Ver 03:51
Não te vi, nem reconheci o seu perfil ao te esbarrar na rua Consegue ver que algo errado esta pra acontecer E que se aflige um tanto mais? Segura a mão e vem pra garupa pois não é má ideia Tropeça aqui que ali vai machucar Levanta os pés, olha a cintura Dança comigo sem olhar pra trás Eu quero ver você acertar meu ponto fraco Pra entender esse seu humor tão arejado No cais do tempo, onde a memoria vai comandar a historia Nem deveria estar lá Não te vi, nem reconheci o seu perfil ao te esbarrar na rua Consegue ver que algo errado esta pra acontecer E que se aflige um tanto mais? Segura a mão e vem pra garupa pois não é má ideia Tropeça aqui que ali vai machucar Levanta os pés, olha a cintura Dança comigo sem olhar pra trás Eu quero ver você acertar meu ponto fraco Pra entender esse seu humor tão arejado
9.
Quase 05:28
Tomar café na hora do jantar, voltar pra casa com o "oi" do sol E o caminho que era um agora se dividiu depois de um beijo de tchau Será que canta? Será que dança? Será de novo? Na paz dos olhos da morena de todo dia, felicidade bonita dela. me trouxe tudo, tudo que eu queria e ela quase percebeu Pensando em nada, ouvindo Chico e a noite cala aqui E o tempo voou, deixou pra trás, levou o fim pra nunca mais Vambora fugir por nós De tudo que veio e foi só ficou uma aspirina E lava o rosto, veste a roupa, olha em volta E nasce mais um dia que não é normal No telefone do trabalho, a timidez correu o fio e eu dizia: "falta você aqui"
10.
Lapada 03:45
Caminhar pela cidade, respirar velocidade Tudo te engolir, não há tempo nem memória aqui Comece a contar quanto falta pro teu plano te engolir Comece a se explicar, pois esse longa eu já vi Lá do alto do trampolim que eu não pulei Eu escrevi com letras garrafais Lá em meio ao seu jardim, toquei o céu E pude ver concreto é feito o ar Falta ar Falta ar ali Me falta ar Me falta ar ali
11.
Ella 04:12
Esses doces autores E as canções que fizeram São as mesmas que espero Escrever pra te mostrar E se me perguntarem De que sonhos lembrei Das possíveis escolhas De momentos tão reais Mas eu sei que não eram Eu sei que vai passar Que se move em pedidos Em balões em alto mar Que se mostra a Vida Numa foto a flutuar Lembre sempre, pequena Que não vale a pena ter que se culpar E desculpar Tá tudo bem, não tem mais com que se preocupar Delicadeza eu sei que não vai mais faltar Ella me disse pra lembrar de respirar (Se em outra vida a gente se encontrar)

about

Para fazer o download do disco digite "0" no campo do valor de doação e informe seu e-mail que um link com o disco será enviado pra você.

Infelizmente o Bandcamp ainda não aceita cartões de crédito brasileiro.

Segundo trabalho de estúdio da banda Dilei que foi lançado em 2015 e reune 11 canções inéditas. As melodias se estruturam por meio de letras lúdicas que falam sobre o cotidiano, nostalgia, relacionamentos, andanças e vida urbana. É como se o disco fosse permeado por um sentimento de saudade, mas sem medo de olhar adiante.

Second studio album released in 2015 with 11 unpublished songs. The melodies are structured through ludic lyrics that speak about everyday life, nostalgia, relationships, travels and urban life. It is as if the album was permeated by a sense of nostalgia, but not afraid to look ahead.

credits

released October 29, 2015

Produzido por Felipe Rodarte e Dilei
Gravado na Toca do Bandido (RJ)
Engenheiro de gravação: Leo Ribeiro
Engenheiro assistente: Raphael “Moita” Dieguez
Gravações adicionais no Phono73 (SP) por Fabio Massa e Jota Vê
Arranjos de metais: Rapha Evangelista
Mixado por Yury Kalil Alaia no Totem (CE)
Masterizado por Mike Cervantes no Masterdisk (NY)

Disco gravado e mixado em agosto de 2015 e masterizado em setembro de 2015

Ilustrações por Gustavo Pergoli www.behance.net/gustavopergoli
Diagramação por Fabio Massa

O Dilei é:
Fabio Massa (bateria e voz)
Guga Pine (voz)
Gui Marcello (baixo e voz)
Jota Vê (guitarras e voz)
Rapha Evangelista (cello, samples e voz)

Participações mais do que especiais:
Brenda Mayer (voz em Herói e O Figurante)
Guri Assis Brasil (voz em Ella)
Bidú Cordeiro (trombone em Herói, O Figurante, Quadro Novo, Quero Ver e Quase)
Pedro Selector (trompete em Herói, O Figurante, Quadro Novo, Quero Ver e Quase)
Matheus Prado (percussão em Medicina, Quando Chover, Quadro Novo e Quero Ver)

Participações não menos especiais
nos coros de Herói e Ella:
Felipe Rodarte, Guilherme Real, Hannah Furuyama,
Lana Cocci, Luana Sultanum e Rafa Massa

Obrigado por ouvir
#acenavive
dilei.mus.br

license

all rights reserved

tags

about

Dilei São Paulo, Brazil

Fundada em Fortaleza e radicada em São Paulo, o Dilei é um quinteto de rock que flerta com o pop. Entre idas e vindas, a banda já soma dez anos de estrada e retorna aos palcos com um novo disco: Figurantes de um Tempo Só.

contact / help

Contact Dilei

Streaming and
Download help

Report this album or account